YOUCAT - chamado a servir em Lourdes (2)

Anthony S. Farah
19 de setembro de 2019

As origens da obra missionária cristã podem ser rastreadas até à missão dada por Jesus Cristo aos seus apóstolos após a Sua ressurreição, encontrada no evangelho de Mateus: Portanto, ide e fazei discípulos de todas as nações, baptizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, e ensinando-os a obedecer a tudo o que vos tenho ordenado.

Para mim, esta não é a minha primeira missão, comecei a minha vida missionária no meu país, o Líbano, ajudando em muitas tarefas em paróquias que trabalham com jovens. Além disso, no ano passado, fui voluntário na comunidade de Taize em França e mais tarde na Síria, ajudando em campos para crianças e jovens vítimas de guerra.

Este ano regressei a França mas desta vez estive em Lourdes como missionário com YOUCAT, a evangelizar a boa nova e a fé católica.

Juntamente com um grupo internacional, começa uma nova missão e muitos desafios esperam-nos, mas estamos certos de que Aquele que nos enviou nunca nos deixará sós.

Mais de uma vez, o esgotamento e a desilusão fizeram o seu caminho, mas o Senhor esteve presente a cada momento para nos ajudar e fortalecer.

Este ano foi diferente dos outros, uma vez que o nosso trabalho estava centrado no coração da missão da Igreja: Evangelização.

Evangelizar num local internacional como Lourdes é um pouco difícil, mas com a ajuda e treino do YOUCAT, que também forneceu todo o seu material para o sucesso desta missão, fomos capazes de enfrentar o desafio.

O objetivo da nossa missão era trabalhar com todas as pessoas que encontrámos, especialmente com jovens e famílias. Rezámos juntos, falámos e ouvimo-los, e orientámo-los para um caminho de fé que poderia surgir a partir do menor encontro.

Durante o meu tempo em Lourdes, recebi muito mais do que aquilo que dei. Cada pessoa que conheci ensinou-me a ouvi-los e a amá-los, sabendo que tal pessoa é única e importante para Deus. O tempo voou, mas: A colheita é abundante, mas os trabalhadores são poucos. Peça ao Senhor da colheita, portanto, que envie trabalhadores para o seu campo de colheitas.


Anthony S. Farah Líbano